TRATAMENTO PRECOCE DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR COM QUADRIHÉLICE.

  • João Joaquim Ferreira Neto CESMAC

Resumo

A mordida cruzada posterior é uma maloclusão resultante da atresia do arco dentário superior, ou seja, da redução de suas dimensões transversais. Possui vários agentes etiológicos, principalmente a respiração bucal, hábitos bucais de sucção prolongada e o padrão de deglutição atípica. A literatura ortodôntica sugere que a mordida cruzada posterior da dentição decídua não se autocorrige com a idade, evidenciando a necessidade de intervenção precoce, para a correção desta maloclusão. Pretende-se demonstrar, neste trabalho, a técnica de confecção e aplicação clínica do aparelho expansor tipo quadrihélice, um dispositivo indicado para tratamento da mordida cruzada posterior, que apresenta mecanoterapia simplificada, é de baixo custo e tem boa aceitação pela grande maioria dos pacientes. Este aparelho é formado basicamente por um arco palatino em formato de “W”, cujas alças externas são soldadas a bandas adaptadas nos últimos molares decíduos (dentição decídua) ou primeiros molares permanentes (dentição mista ou permanente) e se estendem anteriormente até os caninos decíduos, além de conter quatro molas helicoidais dispostas em posições específicas. Sua ancoragem é somente dentária, e a ativação deste dispositivo provoca aumento transversal do arco dentário superior, corrigindo a mordida cruzada posterior. Entre outros benefícios deste tratamento, podem ser citados ainda: a eliminação de desvios funcionais, desgastes dentários e até assimetrias dentoalveolares, o aumento do perímetro do arco, e do espaço disponível para os dentes permanentes.
Publicado
Nov 12, 2015
##submission.howToCite##
FERREIRA NETO, João Joaquim. TRATAMENTO PRECOCE DA MORDIDA CRUZADA POSTERIOR COM QUADRIHÉLICE.. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/393>. Acesso em: 11 dez. 2018.