DISPLASIA CEMENTO-ÓSSEA FLORIDA CONCOMITANTE A OSTEOMIELITE SUPURATIVA CRÔNICA EM MANDÍBULA: RELATO DE CASO

  • Milkle Bruno Pessoa Santos CESMAC

Resumo

A Displasia Cemento-Óssea Florida é uma condição condição incomum não neoplásica, de causa desconhecida com maior prevalência em mulheres melanodermas limitada aos ossos maxilares, caracterizada pela presença de massas radiopacas difusas dispersas, constituídas de cemento denso e osso entretanto, quando o osso se encontra infectado induzir à supuração e formação de sequestros, resultando assim em um quadro de osteomielite. Paciente compareceu ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Arapiraca/AL queixando-se de edema, dor e drenagem de secreção purulenta em hemiface direita. Ao exame radiográfico foi possível observar área de esclerose e sequestro envolvendo a região de corpo de mandíbula direito e zonas de aumento da densidade óssea ao seu redor.Ao exame histológico foi possível observar lacunas de osteócitos vazias, tecido de granulação com marcante proliferação de células endoteliais que formavam novos vasos. A opção de tratamento adotada foi a remoção da lesão através da sequestrectomia com posterior fixação de placa reconstrutora e parafusos de titânio para diminuir o risco de fratura mandibular. O presente trabalho teve como objetivo relatar um caso clínico de displasia óssea cemento-óssea florida concomitante a osteomielite supurativa crônica, destacando suas características clínicas, radiográficas e histopatológicas, assim como seu diagnóstico e tratamento. 
Publicado
Nov 12, 2015
##submission.howToCite##
PESSOA SANTOS, Milkle Bruno. DISPLASIA CEMENTO-ÓSSEA FLORIDA CONCOMITANTE A OSTEOMIELITE SUPURATIVA CRÔNICA EM MANDÍBULA: RELATO DE CASO. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/407>. Acesso em: 16 dez. 2018.