RETENÇÃO DE CANINO NA SÍNFISE MANDIBULAR: RELATO DE CASO

  • Valtuir Barbosa Félix CESMAC

Resumo

Os caninos inferiores são dentes com importância estética e funcional. A sua retenção está normalmente associada a fatores etiológicos como trauma no germe decíduo e ausência de espaço. Dados epidemiológicos demonstram que são raros os casos de retenção de caninos mandibulares, em relação aos caninos maxilares, apresentando uma razão de 1:20, além disso, é mais comum em mulheres. Este estudo teve como objetivo, realizar uma revisão de literatura e relatar a remoção de um canino incluso na região de sínfise mandibular. Paciente F.S., 24 anos, gênero masculino, feoderma, compareceu ao consultório odontológico referindo presença de dente incluso em sínfise mandibular descoberto em exame de rotina para tratamento ortodôntico. Ao exame extra-oral, apresentava face simétrica, e no exame intra-oral foi possível observar a ausência do dente 33 e manutenção do dente 73. A radiografia panorâmica e telerradiografia lateral revelaram a presença do dente 33 posicionado horizontalmente no lado direito do corpo mandibular e próximo a cortical vestibular. O paciente foi submetido à remoção do dente, sob anestesia local. Atualmente o paciente encontra-se em acompanhamento clínico sem queixa de dor e ausência de edema. Após estudo do caso, foi possível concluir que a retenção de caninos inferiores é uma anomalia rara e que os exames de rotina possuem fundamental importância para estes casos, uma vez que esta condição pode propiciar o desenvolvimento de lesões orais.
Publicado
Nov 12, 2015
##submission.howToCite##
BARBOSA FÉLIX, Valtuir. RETENÇÃO DE CANINO NA SÍNFISE MANDIBULAR: RELATO DE CASO. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/412>. Acesso em: 16 dez. 2018.