PARACOCCIDIOIDOMICOSE ORAL: Relato de três casos

  • Sonia Maria Soares Ferreira Centro Universitário Cesmac

Resumo

Paracoccidioidomicose é uma infecção fúngica, de comprometimento sistêmico, causada pelo Paracoccidioides brasiliensis. Pacientes sexo feminino, 67 anos, e masculinos 47 e 59 anos, todos tabagistas e etilistas, compareceram ao serviço de estomatologia com queixa de feridas dolorosas na boca com evolução de 3 e 4 meses. Ao exame extra-oral observou-se assimetria facial, linfonodos palpáveis e sintomático. O exame bucal mostrou lesões ulceradas com bordas necróticas de superfície granular, localizadas em mucosa labial, mucosa jugal, vermelhão de lábio inferior, língua e gengiva. A hipótese clínica foi de paracoccidioidomicose e para um dos casos carcinoma de células escamosas. Foi realizado biópsia incisional para os casos, sendo confirmado a presença do Paracoccidioides brasiliensis na coloração de HE e Grocott-Gomori. Os pacientes foram encaminhados para centro especializado, sendo tratados, apresentando remissão dos sinais e sintomas da doença. A via primária da infecção é pulmonar, mas a doença é, freqüentemente, diagnosticada a partir de manifestações orais e constitui uma infecção de grande interesse estomatológico, onde este tem papel fundamental na identificação dessas lesões, no correto diagnóstico e encaminhamento para tratamento adequado
Publicado
Nov 18, 2015
##submission.howToCite##
SOARES FERREIRA, Sonia Maria. PARACOCCIDIOIDOMICOSE ORAL: Relato de três casos. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/480>. Acesso em: 11 dez. 2018.