AMELOBLASTOMA UNICÍSTICO: MIMETIZANDO FIBROMA OSSIFICANTE RELATO DE UM CASO

  • Sonia Maria Soares Ferreira Centro Universitário Cesmac

Resumo

O Ameloblastoma (AMB) é descrito como um tumor epitelial benigno de origem odontogênica, crescimento lento e de comportamento agressivo. A alta recorrência é devido a tendência do tumor se infiltrar entre os trabéculados ósseos adjacentes. Cerca de 80% dos ameloblastomas ocorrem na mandíbula, sem preferência por sexo ou raça. Radiograficamente, o ameloblastoma é descrito como uma lesão de imagem radiolúcida única ou com septos ósseos com características de favos de mel, que determina as cavidades císticas. O ameloblastoma tem sido classificado em três tipos: AMB periférico; AMB multicístico e AMB unicístico. O caso apresenta um paciente de 37 anos, mesoderma que ao exame intra-oral foi observado uma lesão nodular, localizada na região de gengiva entre os elementos 33 e 34, de coloração vermelha e sem sintomatologia. Suas características clínicas evidenciaram ao diagnóstico provável de fibroma ossificante. A conduta exercida foi a realização de biópsia excisional, radiografia periapical, panorâmica seguida de tomografia computadorizada. O laudo histopatológico revelou fragmentos de neoplasia benigna de origem odontogênica, células colunares altas semelhantes a ameloblastos e células arranjadas com lembrança do retículo estrelado do órgão do esmalte, com diagnóstico histopatológico de AMB. Apesar das características clínicas serem semelhantes à lesão periférica, o envolvimento ósseo visto nos exames de imagem associado ao resultado histopatológico levaram ao diagnóstico de ameloblastoma unicístico. A conduta será o procedimento cirúrgico da lesão. Este relato objetiva expor um caso de ameloblastoma unicístico, com suas variáveis clínicas, enfatizando a importância do cirurgião-dentista no diagnóstico precoce e assim evitar o caráter invasivo e destrutivo da lesão.
Publicado
Nov 18, 2015
##submission.howToCite##
SOARES FERREIRA, Sonia Maria. AMELOBLASTOMA UNICÍSTICO: MIMETIZANDO FIBROMA OSSIFICANTE RELATO DE UM CASO. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/483>. Acesso em: 16 dez. 2018.