FECHAMENTO DUPLO DE FÍSTULA BUCO SINUSAL COM CORPO ADIPOSO BUCAL E RETALHO VESTIBULAR: RELATO DE CASO

  • Jose Ricardo Mikami Centro Universitário CESMAC

Resumo

As fístulas buco sinusais são complicações tardias que decorrem principalmente pelo não diagnóstico ou tratamento inadequado das comunicações buco sinusais ocasionadas após exodontia de molares superiores cujas raízes possuem íntima relação com o seio maxilar. A invasão desta estrutura por microrganismos da cavidade oral pode provocar alterações em sua fisiologia, podendo evoluir para uma infecção a qual deve ser tratada por antibioticoterapia. A cirurgia para o fechamento da fístula deve ser realizada somente após a remissão completa da sintomatologia e quando os seios paranasais radiograficamente apresentarem-se sem sinais de infecção. Existem várias técnicas cirúrgicas para o tratamento dessas fístulas, como retalho vestibular, retalho palatino, corpo adiposo bucal, enxertos ósseos e a inserção de materiais haloplásticos. O objetivo deste trabalho é demonstrar o caso clínico de um paciente que apresentava uma fístula buco sinusal decorrente da extração do primeiro molar superior esquerdo, acarretando sinusite extensa atingindo os seios maxilar e etmoidal e a fossa nasal ipslaterais. O tratamento de escolha foi a utilização do corpo adiposo da bochecha associado ao retalho vestibular deslizante devido ao grande tamanho da fístula. O acompanhamento clínico-radiográfico do paciente revelou sucesso do tratamento com fechamento da fístula e melhora da sinusite. Diante do caso, percebe-se a importância do cirurgião- dentista na realização de um correto diagnóstico, escolha adequada do tratamento, orientações ao paciente e acompanhamento do caso.
Publicado
Nov 18, 2015
##submission.howToCite##
MIKAMI, Jose Ricardo. FECHAMENTO DUPLO DE FÍSTULA BUCO SINUSAL COM CORPO ADIPOSO BUCAL E RETALHO VESTIBULAR: RELATO DE CASO. REVISTA INCELÊNCIAS, [S.l.], v. 5, n. 1, nov. 2015. ISSN 2178-0935. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/incelencias/article/view/485>. Acesso em: 11 dez. 2018.