Perfil Microbiológico do Leite Bovino Produzido na Bacia Leiteira de Alagoas Quanto à Presença de Staphylococcus Coagulase Positivo

  • Paulo Acioli Alves Pinto Cesmac
  • Kellmany Lopes da Silva Santos Cesmac
  • José Andreey Almeida Teles Cesmac
  • Romulo Mena Barreto Cesmac

Resumo

Objetivou-se verificar o perfil microbiológico do leite bovino proveniente de quatro propriedades da bacia leiteira do Estado de Alagoas. Das 125 amostras coletadas 60 (sessenta) apresentaram crescimento bacteriano, onde destas, três (03) foram identificadas como sendo Corynebacterium spp., nove (09) Bacillus spp., dois (02) Streptococcus spp., cinco (05) Bacilos Gram negativos, 40 (quarenta) Staphylococcus e apenas em uma amostra foram isolados Cocos Gram negativos. Dentre os agentes isolados, Staphylococcus, coagulase positivo, foi o mais frequênte, o que é mais preocupante por se tratar de agentes produtores de enterotoxinas resistentes à pasteurização e que causa intoxicação alimentar em humanos.
Publicado
Abr 13, 2013
##submission.howToCite##
PINTO, Paulo Acioli Alves et al. Perfil Microbiológico do Leite Bovino Produzido na Bacia Leiteira de Alagoas Quanto à Presença de Staphylococcus Coagulase Positivo. REVISTA SEMENTE, [S.l.], v. 6, n. 6, abr. 2013. ISSN 1980-8607. Disponível em: <http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/semente/article/view/157>. Acesso em: 11 dez. 2018.
Seção
Artigos