A CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA E A PÓS-MODERNIDADE NA OBRA AFIRMA PEREIRA DE ANTONIO TABUCCHI

Autores

  • Cláudia Helena Daher CESMAC

Resumo

Antonio Tabucchi (Pisa, 1943 - Lisboa, 2012) ficou bastante conhecido pelas traduções e pelo trabalho de difusão da obra de Fernando Pessoa na Itália. Enquanto ficcionista, ele adquiriu notoriedade a partir dos anos oitenta com as obras O jogo do reverso (1981), Noturno indiano (1984), Requiem (1992) entre outras. Suas obras foram traduzidas para diversas línguas e várias delas foram adaptadas ao cinema. Este artigo apresenta uma leitura da obra Afirma Pereira, tendo por linha condutora a construção da identidade do personagem. Refazendo o percurso que embasa a afirmação identitária vivida pelo personagem, ressaltamos alguns pontos que refletem a pós-modernidade presente na obra. A análise concentra-se em três aspectos: a construção ficcional de Pereira, a busca de uma afirmação identitária por parte do personagem e o papel da alteridade nesta busca de si mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-10

Como Citar

Daher, C. H. (2015). A CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA E A PÓS-MODERNIDADE NA OBRA AFIRMA PEREIRA DE ANTONIO TABUCCHI. REVISTA INCELÊNCIAS, 4(1). Recuperado de https://revistas.cesmac.edu.br/incelencias/article/view/281