LICENCIADOS EM EDUCAÇÃO FÍSICA ATUANTES NA ÁREA DO BACHAREL: UM ESTUDO NAS CIDADES DA SERRA GERAL DE MINAS GERAIS

  • Welton Alves Martins Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
  • Winne Thainá Oliveira Cantuária Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
  • Jeisabelly Adrianne Lima Teixeira Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
  • Aline Marques da Costa Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
  • Djalma Santos Souza Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
  • Wesley dos Reis Mesquita Faculdade Verde Norte – FAVERNORTE, MG
Palavras-chave: Educação Física, Bacharel, Licenciatura

Resumo

A preparação profissional em Educação Física passou por mudanças profundas, propondo á área o desenvolvimento de conceitos e atitudes aos procedimentos adotados em aulas. Muito são os debates ao longo do curso de Educação Física e ao ingressar no curso, deparamos com alguns questionamentos sobre a atuação na área em questão, durante os estágios e monitorias, ficou perceptível que em algumas academias encontramos vários professores licenciados atuando como bacharéis. Baseados nessa premissa esse estudo pretende identificar a existência de profissionais Licenciados em Educação Física atuando na área do Bacharel e em qual área do bacharel eles estão atuando. Foi aplicado um questionário estruturado com perguntas fechadas a 71 profissionais da Serra Geral, formados em Licenciatura em Educação Física, acerca do tema em questão. Após tabulação e análise dos dados percebeu-se que grande parte dos profissionais entrevistados estão atuando na área de Personal Trainer, muitos a mais de 1 ano, e estão na área porque se identificaram com o Bacharel. Dos 71 entrevistados mais de 60% não estão fazendo o curso de Bacharel, e não fazem porque não tem disponibilidade de tempo, mas por um lado bom, muitos têm interesse em fazer o Bacharel, pois acham necessário a graduação para agregar conhecimento. Concluímos que um percentual significativo não está fazendo o curso e o Conselho Regional de Educação Física não está fazendo a cobrança devida na Região da Serra Geral, inclusive na cidade de Janaúba, onde foi encontrado o maior número de profissionais atuando de forma irregular, pois tem muitos licenciados atuando a mais de 3 anos na área do Bacharel.

 

Referências

ALVES, P. Educação a distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro, UFRJ, 2011.
ARRIBAS, A. C. B; MALINA, A. Memória do currículo de formação profissional em educação física no Brasil. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, Autores Associados, v. 25, n. 02, p. 129-142, 2002.
BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física/Secretaria de Educação fundamental. Brasília: MEC/ SEF, 2002, v. 7.
CONFEF, 2005. Disponível em: www.confef.com.br / Acesso em: 18/11/2017.
DEVIDE, F. P. Educação Física, Qualidade de Vida e Saúde: campos de intersecção e reflexões sobre a intervenção. Santa Catarina, Sistema de Informação Científica, 2015.
FRAGA, Alex Branco; CARVALHO, Yara Maria de; GOMES, Ivan Marcelo. Políticas de formação em Educação Física e saúde coletiva. Revista Trabalho Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 10 n. 3, p. 367-386, novembro de 2012.
GONÇALVES; Maria Cristina, "Aprendendo a Educação Física" editora Bolsa, Curitiba-Paraná, 1998.
IBGE baianas. 2014 88 pág. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana.
IBGE, Número de crianças no Brasil cai e sobe o de Idosos. Portal do IBGE, 2017. Disponível em www.g1globo.com/jornalnacional/numerodecriancasnobrasilcaiesobeodeidosos.html. Acesso em 26/06/2018
MARGOTTI, L. C. A importância do trabalho científico. Belo Horizonte, Editora Cultura, 2011.
MOTA, R. Profissionais que arriscam em áreas diferentes de sua formação. Manaus, A critica, 2016.
NANA, M. A importância da atualização constante. Rio de Janeiro, Artigos, 2011.
SANCHES, E. W. Responsabilidade civil das academias de ginásticas e do personal trainer. São Paulo, editora Juarez de Oliveira, 2006.
SANTOS, Renato Sampaio. Educação Física: Trabalho e profissão. Campinas, SP: Komedi, 2007. SILVA, Osni Oliveira Noberto da. Implicações da fragmentação da formação profissional de Educação Física em Licenciatura e Bacharelado.
Publicado
2019-08-11