A UTILIZAÇÃO DAS TÉCNICAS GERENCIAIS NA GESTÃO DE PESSOAS - UMA ESTRATÉGIA PARA O SUCESSO ORGANIZACIONAL

  • Silvia Néli de Lima Guedes Alves Centro Universitário - CESMAC
  • Otávio Henrique Mendonça de Souza Centro Universitário - CESMAC
Palavras-chave: Vantagem competitiva, Técnicas Gerenciais, Gestão de Pessoas

Resumo

Sabemos que as organizações são sistemas extremamente complexos. Elas são compostas de pessoas em diversos níveis hierárquicos, com habilidades e conhecimentos distintos. Diante das novas características do terceiro milênio, a gestão de pessoas precisa tratar as pessoas como parceiras das organizações, para que possa conduzi-las à excelência. Assim, podemos afirmar que as pessoas geram vantagem competitiva para as empresas. O objetivo da pesquisa foi investigar  técnicas gerenciais de gestão de pessoas que podem ser utilizadas nas empresas,  para atingir o sucesso organizacional. Foi destacado as seguintes técnicas: o Modelo de Gestão Estratégica de Recursos Humanos, o qual oferece uma abordagem estruturada para o desenvolvimento da ação estratégica de recursos humanos. A Terceirização de processos de negócios, que permite haver uma maior concentração nas atividades fim da empresa. A aplicação do Balanced Scorecard (BSC) que surge da necessidade das empresas medirem não somente o seu desempenho financeiro, mas também fatores intangíveis; e o Ciclo de Deming: planejar-realizar-controlar-agir. Concluímos que, independentemente do tipo ou porte da empresa, se faz necessário gerir pessoas sob a orientação de técnicas devidamente comprovadas para a obtenção de vantagem competitiva. As técnicas estudadas apresentaram características que apesar de distintas, buscam contribuir para o sucesso organizacional. A metodologia utilizada inseriu-se no âmbito das pesquisas qualitativas e caracterizou-se como uma pesquisa bibliográfica e documental, cujos dados foram coletados em obras  de autores renomados no campo de gestão empresarial, nos websites de empresas e revistas especializadas da área.

 

Referências

ARAÚJO, L.C. & GARCIA, A. A.. Gestão de Pessoas- Estratégias e Integração Organizacional. 3ª ed., São Paulo: Ed. Atlas, 2014
ASSEN, M. van, BERG, G van, PIETERSMA,P. Modelos de Gestão. Os 60 modelos que todo gestor deve conhecer.2ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall,2010.
CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et all. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.
CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. O capital humano das organizações.10ª ed., Rio de Janeiro: Ed. Elsevier, 2015.
DESSLER, Gary. Administração de Recursos Humanos. 3ª ed., São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2014.
FNQ- Fundação Nacional da Qualidade- Disponível em: https://conteudo.fnq.org.br/gestao-de-pessoas-em-empresas?utm_campaign=e-book_guia_pratico_sobre_sobre_gestao_de_pessoas_em_empresas&utm_medium=email&utm_source=RD+Station. Acesso em 20.08.2019.
LEITE, Genilval Beserra.TERCEIRIZAÇÃO UM REALIDADE IRREVERSÍVEL. Disponível em: http://www.sindeepres.org.br/~sindeepres/images/stories/pdf/pesquisa/cartilhasindeepres.pdf. Acesso em: 05 de novembro de 2015.
MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Recursos Humanos. Estratégia e gestão de pessoas na sociedade global.1ª ed., Rio de Janeiro: LTC,2014
MARRAS, Jean Pierre. Administração de Recursos Humanos- do operacional ao estratégico. 14ª ed., São Paulo: Saraiva, 2011.
PONTES, Edel Alexandre Silva. A Teoria dos Jogos: Conflito e Colaboração. RACE-Revista da Administração, v. 1, p. 46-53, 2018.
RESENDE, Wilson.TERCEIRIZAÇÃO: A INTEGRAÇÃO ACABOU?. RAE- v.37,n.4,p. 6-15,Out/Dez.1997.Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/rae/v37n4/a02v37n4.pdf. Acesso em: 25 de agosto de 2015.
SILVA, Márcia Felizardo. Avaliação da terceirização quanto aos aspectos motivacionais. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Gestão pela Qualidade Total) – Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2002.
Publicado
2019-12-29