Os Desafios e as Perspectivas da Gestão da Educação Especial e Inclusiva da 1º GRE de Parnaíba – PI

  • Cecília Sávia Oliveira Aguiar Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba
  • Wellington Silva Aguiar Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba
  • Maria Durciane Oliveira Brito Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
  • Kamila Lima de Macedo Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba
  • Luana Crys Silva de Souza Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba
Palavras-chave: Educação Inclusiva. Desafios. Inclusão.

Resumo

A Educação inclusiva enfrenta várias dificuldades no contexto atual, a partir disso, o presente artigo buscou analisar os desafios e as perspectivas da gestão da Educação Especial e Inclusiva da 1º Gerência Regional de Educação (GRE) de Parnaíba – PI. Neste sentido, foram levantados dados sobre a história da Educação Especial no Brasil, além de apresentar os avanços que norteiam inovações no âmbito da Educação Especial. O tipo de pesquisa caracteriza-se como exploratória, onde foi desenvolvida por meio de um questionário via WhatsApp, pois segundo Gil (2002), promove a correlação entre o pesquisador e o pesquisado. Neste caso, o mesmo foi direcionado para a coordenadora da Educação Especial e Inclusiva da 1° GRE de Parnaíba-PI, onde o questionário apresentava sete questões que foram elaboradas de acordo com o tema do artigo. Dessa forma, foi obtido resultados satisfatórios, pois o estudo promoveu um conhecimento acerca das questões que norteiam a Educação Inclusiva atualmente, bem como o trabalho da gestão frente aos desafios recorrentes. Além do mais, foi verificado o quanto é importante a coletividade da sociedade como um todo para a melhoria da inclusão escolar e as capacitações, as quais deveriam ser direcionadas para todos os profissionais da rede pública de ensino, e não somente para os que já atuam na área da inclusão.

 

Biografia do Autor

Cecília Sávia Oliveira Aguiar, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba

Graduanda em Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPI – Campus Parnaíba- PI.

Wellington Silva Aguiar, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba

Graduando em Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPI – Campus Parnaíba- PI. 

Maria Durciane Oliveira Brito, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação (UTIC); Graduada em Pedagogia (UFPI); Especialista em LIBRAS (INTA) e (UFPI); Especialista em Educação Infantil (ISEPRO); Especialista em Psicopedagogia clínica, institucional, hospitalar (FIAR), Graduanda em Letras LIBRAS (UNIASSELVI).

Kamila Lima de Macedo, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba

Graduanda em Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPI – Campus Parnaíba- PI. 

Luana Crys Silva de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba

Graduanda em Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPI – Campus Parnaíba- PI. 

Referências

BATALLA, D. V. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva brasileira. Fundamentos em Humanidades, v. 10, n. 19, p. 77-89, 2009.

CARVALHO, R. E. Educação inclusiva com os pingos nos" is". Porto Alegre: Mediação, 2009.

CORREIA, L. M. Inclusão e Necessidades Educativas Especiais: Um guia para educadores e professores. 2ª ed. Porto: Porto Editora, 2008.

DA SILVA, A. M. Educação especial e inclusão escolar: história e fundamentos. Editora Ibpex, 2010.

DOTA, F. P.; ALVES, D. M. Educação especial no Brasil: uma análise histórica. Revista Científica Eletrônica de Psicologia, v. 8, 2007. Disponível em:< http://files.josiprofessora.webnode.com/200000029-b1597b253c/edic08-anov-revisao03.pdf>. Acessado em 15 de novembro de 2019.

FACIÓN, J. R. Inclusão escolar e suas implicações. Editora Ibpex, 2009.

GARCIA, R. M. C.; MICHELS, M. H. A política de educação especial no Brasil (1991-2011): uma análise da produção do GT15-educação especial da ANPED. Revista brasileira de educação especial, v. 17, n. SPE1, p. 105-124, 2011. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-65382011000400009&script=sci_arttext>. Acessado em 16 de novembro de 2019.

GLAT, R.; FERNANDES, E. M. Da educação segregada à educação inclusiva: uma breve reflexão sobre os paradigmas educacionais no contexto da educação especial brasileira. Revista Inclusão, v. 1, n. 1, p. 35-39, 2005. Disponível em:< https://pt-static.z-dn.net/files/df5/ac5f60b62303b5061bfba7c01690e129.pdf>. Acessado em 16 de novembro de 2019.

GIL, A. Como elaborar um projeto de pesquisa. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GLAT, R.; NOGUEIRA, M. L. L. Políticas educacionais e a formação de professores para a educação inclusiva no Brasil. Comunicações, v. 10, n. 1, p. 134-142, 2003.

GODOY, A. et al. Cartilha da inclusão dos direitos das pessoas com deficiência. Belo Horizonte: PUC Minas, 2000.

LACERDA, C. B. F. A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem alunos, professores e intérpretes sobre esta experiência. Cad. Cedes, v. 26, n. 69, p. 163-184, 2006.

MANTOAN, M. T. E. et al. Uma escola de todos, para todos e com todos: o mote da inclusão. Educação, v. 49, p. 127-135, 2003. Disponível em: http://www.lite.fe.unicamp.br/papet/2003/ep403/uma_escola_de_todos.htm. Acessado em: 01 de novembro de 2019.
MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar: caminhos, descaminhos, desafios, perspectivas. O desafio das diferenças nas escolas. v. 3, p. 29-41, 2010.

MONTEIRO, A. C. C. C. A inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais. 2008. 56f. TCC (Graduação) – Curso de Psicologia do Centro Universitário de Brasília da Faculdade de Ciências da Educação e Saúde – FACES. Brasília, 2008.

MIRANDA, A. A. B. História, deficiência e educação especial. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 15, p. 1-7, 2004. Disponível em:< http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/revis/revis15/art1_15.pdf>. Acessado em 15 de novembro de 2019.

PARO, V. H. Administração escolar: introdução crítica. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2001.

SASSAKI, R. K. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. 1997.

SÁNCHEZ, P. A. A educação inclusiva: um meio de construir escolas para todos no século XXI. p. 7, 2005.
Publicado
2020-07-06