O Ensino Matemático dos Sólidos de Platão para Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) por meio da Construção Prática

  • João Lúcio Campos da Silva Universidad Autónoma de Asunción - UAA
  • Clara Roseane da Silva Azevedo Mont’Alverne Secretaria Executiva de Educação do Estado do Pará-SEDUC
Palavras-chave: Ensino matemático, Práticas construtivas, sólidos de Platão, Educação de Jovens e Adultos.

Resumo

Este artigo trata de parte um objeto de pesquisa de uma ação prática desenvolvida no ensino Matemático sobre os sólidos de Platão. Dando ênfase a contraposição da utilização apenas de livros didáticos pelos professores de Matemática e investindo em práticas voltadas para a construção prática e seus desdobramentos no processo de ensino dos Sólidos Platônicos. Um dos grandes desafios para os professores da EJA atualmente é buscar uma metodologia de ensino que seja atraente e dinâmica e que faça sentido para esse público, uma vez que houve uma ruptura no processo de escolarização desses indivíduos, a maioria permaneceram por anos longe da escola, e sendo a educação um processo dinâmico que se configura de acordo com os avanços do mundo atual, torna-se indispensável  repensar  a escola e  as formas de ensinar e aprender nas diferentes áreas de conhecimento, considerando que a realidade que esses alunos se deparam hoje ao retornar à escola já não se assemelha àquela a qual experienciaram antes de abandonarem a sala de aula. A contribuição deste tema é ampla, primeiramente, dará suporte aos alunos e professores da EJA, propondo um meio pedagógico mais atrativo e de fácil compreensão; e às escolas, para que estas tenham a conscientização da importância de incorporar métodos educativos que estejam interligados a realidade dos alunos e que vise sempre um processo de ensino voltado para prática, desligando-se de meios mecanizados no ensino da Matemática e em particular dos sólidos de Platão.

 

Biografia do Autor

João Lúcio Campos da Silva, Universidad Autónoma de Asunción - UAA

Graduado em Licenciatura Plena em Matemática (2010). Especialista em Metodologia do Ensino da Matemática (2014). Professor de Matemática na rede estadual do Estado do Amazonas, no município Manaus. Mestrando em Ciências da Educação pela Universidad Autónoma de Asunción-UAA, Paraguai- (PY).  

Clara Roseane da Silva Azevedo Mont’Alverne, Secretaria Executiva de Educação do Estado do Pará-SEDUC

Doutora em Ciência da Educação pela Universidad Autônoma de Asunción - UAA (2011). Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal do Pará -UFPA (2006). Especialista em Educação na Perspectiva do Ensino Estruturado para Autistas (2015). Especialista em Administração Escolar - UCAM (2005). Especialista em Ensino Superior pela Universidade da Amazônia - UNAMA (2001). Graduada em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade da Amazônia - UNAMA -1989 -. Pedagoga da Secretaria Executiva de Educação do Estado do Pará-SEDUC (1993). Pedagoga da Coordenação da Educação Especial - COEES (2012).

Referências

Brasil. (1997). Parâmetros curriculares Nacionais de Matemática: Ensino Fundamental. Brasília: MEC-SEF.

______. (2017). Base Nacional Comum Curricular educação infantil e ensino fundamental. Brasília: Ministério da Educação.

Barros, (2014). Origami e Geometria: Uma proposta metodológica para os alunos de 8º e 9º anos. Dissertação (Licenciatura em Matemática) — Campina Grande. UEPB.Paraíba.

Carneiro, M. A. (2014). O cidadão negro e índio como protagonista da nossa história. Col. 12. Brasília: ABC Cultural.

Carneiro, M. A. (2018). LDB fácil: Leitura crítico-compreensiva, artigo a artigo. 24ª ed. Petrópolis, Rio de Janeiro, RJ: Vozes.

Dante, L. R.(2018). Matemática, 9º ano: ensino fundamental, anos finais.3ª ed. São Paulo: Àtica.

Furinghetti, R;Paola V. L. (2013). Metodologia do Ensino da Matemática. Belo Horizonte:Ibpex

Itzcovich, Horacio (2014). Iniciação ao estudo da geometria: das construções as demostrações. 1ª ed. São Paulo: Anglo.

Libâneo, J.C. (2016). Políticas educacionais no Brasil: Desfiguramento da escola e do conhecimento escolar: 4ª ed. Vol. 46. São Paulo: Cortez.

Marrades, Gutiérrez (2014). O ensino da matemática no ensino fundamental. 3ª ed. São
Paulo: Moderna.

Pontes, E. A. S., Pontes, E. G. S., da Silva, R. C. G., & da Silva, L. M. (2018). Abordagens Imprescindíveis no Ensino Contextualizado de Matemática nas Séries Iniciais da Educação Básica. RACE-Revista de Administração do Cesmac, 1, 3-15.

Pontes, E. A. S. (2019). O professor ensina e o aluno aprende: questões teóricas no processo de ensino e aprendizagem de Matemática. RACE-Revista de Administração do Cesmac, 4, 111-124.

Vygotsky, Lev. S. (1984). A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos
psicológicos superiores. 10ª ed. São Paulo: Martins Fontes.
Publicado
2021-02-17