Os Instrumentos Avaliativos Utilizados pelos Professores de Jovens e Adultos (EJA)

  • Lucinete Sabino de Lima Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
  • Elenize Maria Gonçalves de Oliveira Gauquelin Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
  • Elcia Joana Gonçalves de Oliveira Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
  • Rosiane Menezes da Silva Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
Palavras-chave: Avaliação, Instrumentos Avaliativos, Educação de jovens e adultos.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar os instrumentos avaliativos utilizados pelos professores no contexto escolar da educação de Jovens e Adultos – EJA da 1ª e 2ª etapa do Ensino Fundamental I, com uma abordagem qualitativa, ressalta-se no que diz respeito à EJA, à avaliação continua apresentando um caráter excludente na medida em que não leva em consideração a experiência de vida e a diversidade cultural dos educandos. Observou-se que há diversificados instrumentos de avaliação, mas necessita- se adaptá-los para buscar o real significado ao processo avaliativo da aprendizagem, afim de contribuir para a construção do conhecimento do educando. Verificou-se que o educando dá prioridade ao momento de divulgação dos resultados, do que à sua aprendizagem e conhecimento adquirido.

 

Biografia do Autor

Lucinete Sabino de Lima, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação pela Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC) -PY, Licenciada em Pedagogia pela Universidade do Estado do Amapá (UEAP), Pedagoga, Professora de 1º a 5º ano do Ensino Fundamental I da rede Municipal de Ensino de Ferreira Gomes – AP

Elenize Maria Gonçalves de Oliveira Gauquelin, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação pela Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC)-PY, Licenciada em pedagogia pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), pedagoga, professora de 1º a 5º ano do ensino fundamental I da rede Estadual de ensino de Macapá-AP

Elcia Joana Gonçalves de Oliveira, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação pela Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC)- PY, Licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Pedagoga, professora de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I da rede Estadual de ensino de Macapá-AP

Rosiane Menezes da Silva , Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação pela Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC)-PY, Licenciada em Letras língua portuguesa e língua francesa e suas literaturas pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), professora de 1] ao 5º ano do ensino fundamental I da rede Estadual de ensino de Macapá-AP.

Referências

ARROYO, M. Educação de jovens e adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In GIOVANETTI, M. et al. (Org.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. 2ª ed. BH: Autêntica, 2006.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é o método Paulo Freire. São Paulo: Brasiliense, 2008.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GADOTTI, Moacir. Reinventando Paulo Freire no Século 21. São Paulo: Livraria e Instituto Paulo Freire, 2008.

HAYDT, Regina Cazaux. Avaliação do processo de Ensino-Aprendizagem. 6 ed. São Paulo: Editora Ática, 2008.

LUCKESI, Cipriano Carlos. A avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 21. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

________, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem Escolar. 17º Ed. São Paulo/SP: Cortez, 2005.

PILETTI, Nelson. Psicologia Educacional. 17.ed. São Paulo: Ática, 2002.

PONTES, Edel Alexandre Silva. O professor ensina e o aluno aprende: questões teóricas no processo de ensino e aprendizagem de Matemática. RACE-Revista de Administração do Cesmac, v. 4, p. 111-124, 2019.

SANT'ANNA, Ilza Martins. Porque avaliar?: Como avaliar?: Critérios e instrumentos. 13. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Avaliação: concepção dialética-libertadora do processo de avaliação escolar. 18º edição. São Paulo: Libertad, 2008.
Publicado
2021-04-02