Fatores que Incidem na Evasão Escolar dos Alunos da Primeira Etapa do Ensino Médio - EJA: Revisão de Literatura

  • Lauriana Corrêa da Silva Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
Palavras-chave: Evasão, Fatores, Ensino Médio – EJA

Resumo

O objetivo foi analisar os fatores pedagógicos, sociais e econômicos que incidem na evasão escolar dos alunos da primeira etapa do Ensino Médio – EJA. Aconteceu a pesquisa não experimental de nível descritivo sob uma abordagem qualitativa com apoio da pesquisa bibliográfica e levantamento documental realizado com uso de artigos, livros e trabalhos acadêmicos (monografias, dissertação e teses). Nos resultados buscou-se conhecer os fatores pedagógicos que incidem na evasão escolar, e também identificar os fatores sociais e os fatores econômicos que incidem na evasão escolar na primeira etapa do Ensino Médio – EJA abordados em estudos publicados. Chegou-se a concluir que esses fatores (pedagógicos, sociais e econômicos) são recorrentes e para que o enfrentamento aconteça é necessário a criação de um ambiente inclusivo, propicio para a aprendizagem, com melhoria significativa na interação entre os pares. E maior atenção a práxis desenvolvida que exige foco à aprendizagem significativa, inerente as especificidades do EJA. Portanto, os professores precisam variar metodologias, adequar currículo, e promover continuamente um ambiente criativo e estratégico, para que o processo ensino aprendizagem ocorra dentro das perspectivas planejadas nas disciplinas ministradas no Ensino Médio – EJA.

 

Biografia do Autor

Lauriana Corrêa da Silva, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação pela Faculdad de Postgrado da Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC, Assunção, Paraguai

Referências

ALMEIDA, Maria da Conceição; AQUINO, Estela; BARROS, Antoniel Pinheiro. School trajectory and teenage pregnancy in three Brazilian state capitals. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 7, p. 1397-1409, 2006.

ALVES, Maria da Conceição Rocha; ROSA, Katiussia Cristina Oliveira; BARBOSA, Marcus Vinícius Moreira. A violência escolar e a elevação da criminalidade urbana. Revista Humanidades e Inovação, v. 6, n. 7, 2019.

ALVES, Neci Campos; MORAIS, Nilson Gomes de; NOBRE, Rudilene Alves de Farias. Gestão escolar e evasão na EJA: identificando as causas e organizando as ações. 2015. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania - EJA)—Universidade de Brasília, Universidade Aberta do Brasil, Brasília, 2015.

ASSIS, Lúcia Maria de. Avaliação institucional e prática docente na educação superior: tensões, mediações e impactos. 2008. 249 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiás. Disponível em: . Acesso em: 20 de agosto de 2020.

AURELIO. O minidicionário da língua portuguesa. 7a Ed. Rio de Janeiro: Positivo, 2002.

AURIGLIETTI, Rosangela Cristina Rocha; LÖHR, Suzane Schmidlin. Evasão e abandono escolar: causas, consequências e alternativas: o combate a evasão escolar sob a perspectiva dos alunos. 2014. Disponível em: . Acesso em: 17 de agosto de 2020.

BASSINELLI, Heloisa. O ensino médio por blocos de disciplinas semestrais e sua influência no enfrentamento do problema da evasão escolar. 2013. 65 f. Monografia (Bacharel em Organização do Trabalho Pedagógico). Universidade Federal do Paraná, Paraná, 2013.

BELOTTI, Salua Helena Abdalla; FARIA, Moacir Alves de. Relação professor-aluno. Saberes da Educação, v. 1 , n. 1, p. 1-12, 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 de agosto de 2020.

BORDENAVE, Juan E. Díaz. O que é participação. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

BRASIL, Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº. 11 de 10 de maio de 2000. Dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação de Jovens e Adultos.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Educação é a Base. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 de agosto de 2020.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério de Educação, 2018. Acesso em 18 de setembro de 2020.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988.

BRASIL. Lei n.º 9.394, 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

CAMARA DOS DEPUTADOS. Projeto de Lei nº 6.840 de 27 de novembro de 2013. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para instituir a jornada em tempo integral no ensino médio, dispor sobre a organização dos currículos do ensino médio em áreas do conhecimento e dá outras providências.

CAMARGO, Douglas Branco; RIOS, Mônica Piccione Gomes. A evasão escolar na 1ª série do ensino médio no município de Joaçaba – SC: desafios curriculares. Anais XII ANPED Sul, 24-27 de outubro de 2012. Disponível em: . Acesso em: 31 de agosto de 2020.

CAMPELLO, Cristina Maria Teixeira.Violência na escola: um protesto contra a exclusão social? Bahia Análise & Dados, v. 11, n. 1, p. 28-31, 2001. Disponível em: < https://bit.ly/34OuePJ>. Acesso em: 31 de agosto de 2020.

CARMO, Carliani Portela do; VEIGA, Eliane; CINTRA, Ricardo; LIMA, Sandra. A ludicidade na educação infantil: aprendizagem e desenvolvimento. Anais XIII Congresso Nacional de Educação – EDUCERE, v. 37, n. 3, p. 1-350, São Paulo, 20-24 de julho de 2018.

CARRÓN, Julian. A beleza desarmada. Trad. Cláudio Cruz. São Paulo: Companhia Ilimitada, 2016.

COSTA, Mayjara Rego; GUIMARÃES, Eusanir dos Santos; ROCHA, Sílvia Maria Oliveira da. Sobre a infrequência de alunos no ensino médio numa escola pública estadual do Maranhão. Ensino & Multidisciplinaridade, v. 1, n. 2, p. 122-137, 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 de agosto de 2020.

CRESPI, Livia; NORO, Deisi; NÓBILE, Márcia Finimundi; PERUZZO, Vágner. Neurociências na formação continuada de docentes da pré-escola: lacunas e diálogos. EDUCA – Revista Multidisciplinar em Educação, v. 7, n. 17, p. 62-81, 2020.

CURY, Carlos J. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação de Jovens e Adultos. In: BRASIL. Parecer nº 11, 07 de junho de 2000. Brasília: CNE/CEB, 2000.
ESPINDOLA, Gheysa Mariela. Direito Fundamental à Educação e Orçamento Público. 2016. 95 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Faculdade de Direito, Goiás, 2016.

FERNANDES, D.G.D. Barros, L.C. Psicomotricidade: Conceitos e História. Revista Conexão eletrônica, v. 1, n. 1, p. 1-20, 2015.

FERREIRA, Daisy de Carvalho. Caderno Temático sobre a EJA (Educação de Jovens e Adultos). Paraná: Secretaria de Estado da Educação, 2008. Disponível em: . Acesso em 30 de agosto de 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia – saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da tolerância. São Paulo: UNESP, 2004.

LOPES, Amélia; CAVALCANTE, Maria Auxiliadora da Silva; OLIVEIRA, Dalila Andrade; HYPÓLITO, Álvaro Moreira (Orgs.). Trabalho Docente e Formação Políticas, Práticas e Investigação: pontes para a mudança. Porto: Faculdade de Ciencias Comportamentais e Educacionais do Porto, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 de Julho de 2020.

MACEDO, Natalia Neves. Formação de professores para a educação inclusiva nos cursos de pedagogia das universidades públicas paulistas. 2010. 245 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo, Brasil.

MESZAROS, Istvan. A educação para além do capital. Tradução de ISA TAVARES – São Paulo: Boitemp, 2005.

MORAES, Marilei Schackow; CUNHA, Silmara dos Santos da; VOIGT, Jane Mery Richter. Onde está a Educação de Jovens e Adultos na BNCC? Where is BNCC Youth and Adult Education? Anais V COLBEDUCA – Colóquio Luso-Brasileiro de Educação, Joinville, 29 a 30 de Outubro de 2019.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; GONÇALVES, Gustavo; MELO, Savana. Transformações na organização do processo de trabalho docente e o sofrimento do professor. Research Gate, v. 1, n. 34, p. 1-4, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 de agosto de 2020.

OLIVEIRA, Maria Da Conceição Cédro Vilas Bôas de. Currículo e Culturas Juvenis: um Estudo de Caso Sobre as Representações Sociais dos Estudantes da Educação de Jovens e Adultos No Município de Conceição da Feira-Ba. 2016. 243 f. Dissertação (Mestrado em Educação de Jovens e Adultos). Universidade do Estado da Bahia/UNEB, Salvador, 2016.

OSORIO, I.; HERNÁNDEZ, M. Prevalencia de deserción escolar en embarazadas adolescentes de instituciones educativas oficiales del Valle del Cauca, Colombia, 2006. Colombia Medica, v. 42, n. 3, p. 303-308, 2011.

PAULILO, André Luiz. A compreensão histórica do fracasso escolar no Brasil. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 166, p. 1252-1267, 2017. Disponível em: . Acesso em: 30 de agosto de 2020.

PONTES, Edel Alexandre Silva. O professor ensina e o aluno aprende: questões teóricas no processo de ensino e aprendizagem de Matemática. RACE-Revista de Administração do Cesmac, v. 4, p. 111-124, 2019.

PUCCI, Bruno; OLIVEIRA, Newton Ramos; SGUISSARDI, Valdemar. O processo de proletarização dos trabalhadores em educação. Teoria & Educação, v. 1, n. 4, p. 91-107, 1991.

RIFFEL, S. M.; MALACARNE, V. Evasão escolar no ensino médio: o caso do Colégio Estadual Santo Agostinho no município de Palotina, PR. Paraná: Governo Estadual do Paraná, 2010. Disponível em: . Acesso em: 26 de agosto de 2020.

SANTOS, G. L. dos. Educação ainda que tardia: a exclusão da escola e a reinserção de adultos das camadas populares em um programa de EJA. Revista Brasileira de Educação, v. 1, n. 24, 2003.

SANTOS, Juliana Silva dos; PEREIRA, Marcos Villela. Educação de jovens e adultos: um currículo que demanda mais atenção. Anais VI EDUCERE, 20 a 24 de janeiro de 2020.

SILVA FILHO Raimundo Barbosa; ARAÚJO, Ronaldo Marcos de Lima. Evasão e abandono escolar na educação básica no Brasil: fatores, causas e possíveis consequências. Educação Por Escrito, v. 8, n. 1, p. 35-48, 2017. Disponível em: . Acesso em: 30 de agosto de 2020.

SILVA, Márcio Douglas de Carvalho e; MELO, Pedro Thiago Costa O trabalho e a vida escolar de jovens estudantes do ensino médio. Revista Espaço Acadêmico, v. 19, n. 219, p. 32-44, 2019. Disponível em: . Acesso em: 30 de agosto de 2020.

SILVEIRA, R. B.; BRITTES, L. R. A participação da família na escola: desdobramentos sobre a evasão escolar e a educação profissional e tecnológica na lógica neoliberal. Educação Básica Revista, v. 3, n. 1, p. 29-46, 2017.

VIEIRA, Caterina Soto; MENEZES FILHO, Naercio; KOMATSU, Bruno. Como as Mudanças no Trabalho e Renda dos Pais afetam as Escolhas entre Estudo e Trabalho dos Jovens? Policy Paper, v. 1, n. 18, p. 1-34, 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 de agosto de 2020.
Publicado
2021-04-02