A CORRUPÇÃO SOB UM PRISMA HISTÓRICO-SOCIOLÓGICO: ANÁLISE DE SUAS PRINCIPAIS CAUSAS E EFEITOS

  • Carla Priscilla B. Santos Cordeiro

Resumo

Este artigo objetiva estudar a corrupção a partir do prisma histórico-sociológico, demonstrando que sua existência está ligada com a evolução da humanidade e que se trata de um fenômeno existente entre todos os povos. A partir da análise dos principais estudos sobre a temática, pretende-se compreender sua origem, conceitos, principais causas e os efeitos que gera à sociedade, lançando-se um novo olhar sobre a temática.

Referências

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. 6. ed. São Paulo: Martin Claret, 2012. p. 9 (Livro I, 1094 a). HÖFFE, Otfried. Aristóteles – Introdução. Tradução: Roberto Hofmeister Pich. Porto Alegre: Artmed, 2008.

AVRITZER, Leonardo; FILGUEIRAS, Fernando. Corrupção e controles democráticos no Brasil. Brasília: CEPAL/IPEA, 2011.

BAIGUN, David; RIVAS, Nicolás (Orgs.). Delincuencia económica y corrupción. Buenos Aires: Ediar, 2006.

BARNES, Jonathan. Introdução. In BARNES, Jonathan (Org.). Aristóteles. Tradutor: Ricardo Hermann Ploch Machado. Aparecida: Ideias & Letras, 2009.

BEARE, Margaret E. (editor). Encyclopedia of Transnational Crime and Justice. London: Sage Publications Ltd., 2012.

BITTAR, Eduardo Carlos Bianca. Curso de filosofia aristotélica: leitura e interpretação do pensamento aristotélico. Barueri: Manoel, 2003.

BOUTROUX, Émile. Aristóteles. Tradução: Carlos Nougué. 3. ed. Rio de Janeiro; São Paulo: Record, 2002.

CAILLÉ, Alain; LAZZERI, Christian; SENELLART, Michel. História Argumentada da filosofia moral e política: A felicidade e o útil. Tradução: Alessandro Zir. São Leopoldo: Unisinos, 2006.

CARRARO, André; FOCHEZATTO, Adelar; HILLBRECHT, Ronald Otto. O impacto da corrupção sobre o crescimento econômico do Brasil: aplicação de um modelo de equilíbrio geral para o período 1994-1998. Disponível em: <http://www.anpec.org.br/encontro2006/artigos/A06A057.pdf>. Acesso em: 22/04/2014.

CARVALHO FILHO, José dos Santos. A sobrevivente ética de Maquiavel. In PIRES, Luis Manoel Fonseca et al. Corrupção, ética e moralidade administrativa. Belo Horizonte: Fórum, 2008.

CAVALLI, Eduardo. El poder judicial frente a la corrupción. Montevideo: Liventa papelex, 1998.

CÍCERO, Marco Túlio. Da República. Brasília: Kiron, 2011.

CUENCA, Carlos Guilhermo Castro. Corrupción y delitos contra la Administración Pública: Especial Referência a los delitos cometidos em la contratación pública. Bogotá: Universidad del Rosário, 2009.

DUBEY, A. P. Applied Ethics. New Delhi: Northern Book Centre, 2004.

FIGUEIREDO, Marcelo. A “corrupção” e a improbidade – Uma reflexão. In PIRES, Luis Manoel Fonseca et al. Corrupção, ética e moralidade administrativa. Belo Horizonte: Fórum, 2008.

FILGUEIRAS, Fernando. Corrupção, democracia e legitimidade. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

HUTCHINSON, D. S. Ética. In BARNES, Jonathan (Org.). Aristóteles. Tradutor: Ricardo Hermann Ploch Machado. Aparecida: Ideias & Letras, 2009.

KAUFMANN, Arthur. Filosofia do direito, teoria do direito, dogmática jurídica. In KAUFMANN, Arthur; HASSEMER, Winfried (Org.). Introdução à filosofia do Direito e à teoria do direito contemporâneas. Tradução: Marcos Keel e Manuel Seca de Oliveira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbekian, 2002.

KAUFMANN, Daniel; KRAAY, Aart; MASTRUZZI, Massimo. The Worldwide Governance Indicators. Disponível em: <http://info.worldbank.org/governance/wgi/index.aspx#home>. Acesso em: 03/03/2015.

LAMBSDORFF, Johann Graf. Causes and consequences of corruption: what do we know fron a cross-section of countries? In: ACKERMAN, Susan Rose (Org.). International Handbook on the Economics of Corruption. Massachusetts: Edward Elgar Publishing, 2006. p. 5. WORLD BANK. GINI index (World Bank estimate). Disponível em: <http://data.worldbank.org/indicator/SI.POV.GINI/countries/1W-BR?display=map>. Acesso em: 20/08/2015.

MACHIAVELLI, Niccolò. Comentários sobre a primeira década de Tito Lívio. Tradução: Sérgio Bath. Brasília: UNB, 1994.

MAIARAL, Héctor A. Las raíces legales de la corrupción: o de como el derecho público fomenta la corrupción em lugar de combatirla. Argentina: RAP S.A., 2007.

MÉNISSIER, Thierry. La corruption, un concept philosophique et politique chez les Anciens et les Modernes. Anabases. Université de Toulouse-II Le Mirail, FR, n. 6, p. 11-16, 2007. Disponível em: <https://anabases.revues.org/3284>. Acesso em: 12/08/2015.

MONTI, Víctor Manuel. Corrupción, gobierno y democracia. Santiago del Estero: UNCa, 1999.

NUNES, Antonio Carlos Ozório. Corrupção: o combate através da prevenção. In PIRES, Luis Manoel Fonseca et al. Corrupção, ética e moralidade administrativa. Belo Horizonte: Fórum, 2008.

OLIVÉ, Juan Carlos Ferré, et al. Blanqueo de dinero y corrupción en el sistema bancário: delitos financeiros, fraude y corrupción em Europa. Espanha: Universidade de Salamanca, 2002.

PARLAMENTO EUROPEU. Relatório do Parlamento Europeu sobre a corrupção nos setores público e privado e seu impacto em países terceiros de 19/08/2013. Disponível em: <http://www.europarl.europa.eu/sides/getDoc.do?pubRef=-//EP//TEXT+REPOR(...)>. Acesso em: 24/04/2014.

POPPER, Karl R. A sociedade aberta e seus inimigos. Tradução: Milton Amado. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Universidade de São Paulo, 1994.

ROSE-ACKERMAN, Susan. La corrupción y los gobiernos: causas, consecuencias y reformas. Madri: Siglo XXI, 2001.

SANTOS, Antônio Carlos. A política negada: poder e corrupção em Montesquieu. São Cristóvão: UFS; Aracaju: Fundação Oviêdo Teixeira, 2002.

SARMENTO, George. Improbidade Administrativa. Porto Alegre: Síntese, 2002.

SARTIN, Gustavo H. S.S. O surgimento do conceito de “Antiguidade Tardia” e a encruzilhada da historiografia atual. Brathair – Revista de Estudos Celtas e Germânicos. Curitiba, PR, v. 9, n. 2, p. 15-40, 2009.

SILVEIRA, Denis Coitinho. Os sentidos da justiça em Aristóteles. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001. p. 129. Id. As virtudes em Aristóteles. Revista de Ciências humanas, Frederico Westphalen, RS, v. 1, n. 1, p. 41-71, 2000.

STÖRING, Hans Joachim. História geral da filosofia. Tradutores: Volney J. Berkenbrock et al. Petrópolis: Vozes, 2009.

VIEIRA, Judivan J. Perspectiva Histórica da Corrupção: Livro I. Brasília: Thesauros, 2014.

UFMG. Relatório de pesquisa: projeto corrupção, democracia e interesse público. Disponível em: <http://www.cch.ufv.br/revista/pdfs/vol10/artigo7vol10-2.pdf>. Acesso em: 12/12/2014.

WORLD BANK. Efforts to Combat Error, Fraud & Corruption in SP Systems: Country Examples. Disponível em: <http://web.worldbank.org/WBSITE/EXTERNAL/TOPICS/EXTSOCIALPR(...)>. Acesso em: 07.05.2014.

Publicado
2017-07-30