PAPILOMA ESCAMOSO: Relato de caso

  • Camila Maria Beder Ribeiro CESMAC

Resumo

O Papiloma Escamoso é uma proliferação benigna do epitélio escamoso estratificado. O meio de transmissão é desconhecido. A lesão desenvolve-se predominantemente em crianças, acomete preferencialmente a língua, lábios e palato mole, contudo, qualquer superfície oral pode ser afetada. O tratamento indicado é a excisão cirúrgica conservadora, incluindo a base da lesão. Relata-se o caso de um paciente, gênero masculino, feoderma, 03 anos, apresentando nódulo único no dorso da língua na linha média, coloração branca, superfície papilar/ verrucosa, assintomática com três meses de duração. As hipóteses clínicas foram papiloma escamoso e verruga vulgar. Não houve lesão radiográfica. A biópsia foi conduzida e os cortes histológicos revelaram fragmentos de mucosa revestidos por epitélio estratificado pavimentoso hiperqueratinizado e acantótico com coilócitos dispersos na porção superficial da camada espinosa e projeções papilares na superfície e ilhas de tecido conjuntivo fibrovascular. O nódulo foi removido e o paciente encontra-se em acompanhamento.

Publicado
2015-11-12