LEUCOPLASIA: RELATO DE CASO

  • Sonia Maria Soares Ferreira Centro Universitário Cesmac

Resumo

A Leucoplasia é um termo absolutamente clínico, descrito como uma mancha ou placa branca da mucosa bucal e não pode ser caracterizada clínica ou microscopicamente como entidade patológica. É uma lesão pré–cancerosa cujo risco de transformação maligna vai de acordo com a aparência clínica e histológica. Muitos casos de leucoplasia estão etiologicamente relacionados com o tabagismo e podem regredir após a suspensão do uso. Outros fatores como etilismo, trauma, anemia por deficiência de ferro, álcool e candidíase podem estar relacionadas.

Paciente SJS, 79 anos, Masculino, fumante, apresentava lesão no palato mole de coloração esbranquiçada, indolor, que não era removida à raspagem. Foi dado o diagnóstico clínico de leucoplasia, tendo como diagnóstico diferencial hiperceratosefriccional/traumática. Foi realizada uma biópsia excisional e no exame histopatológico foram encontrados fragmentos de mucosa revestidos por epitélio estratificado pavimentoso hiperqueratinizado. O tecido conjuntivo apresentou-se fibroso e exibia infiltrado crônico misto moderado com displasia discreta. Foi recomendado ao paciente suspender o uso do fumo devido ao risco de recidivas e retornar para acompanhamento.

Diante do exposto, a leucoplasia deve ser considerada como diagnóstico diferencial das lesões brancas e os cirurgiões-dentistas devem estar preparados para o correto diagnóstico e tratamento.

Publicado
2015-11-18