EDUCAÇÃO AMBIENTAL: DESAFIOS DA PRÁTICA DOCENTE NO CONTEXTO ESCOLAR DO 6° AO 9° ANO

  • Maria do Socorro Araújo dos Santos Escola Estadual Prof. Francisco Walcy Lobato Lima
Palavras-chave: Educação Ambiental, Desafios, Prática docente

Resumo

A educação ambiental dentro da sala de aula ainda é a melhor saída para que a preservação do meio ambiente, através da colaboração dos professores em trabalhar a conscientização dos alunos no dia a dia. A conscientização deve ser trabalhada com cada cidadão e cidadã sobre a sua participação incondicional no comprometimento com o planeta para que ocorra uma melhor forma de vida no meio em que a sociedade se encontra. O presente artigo resulta de uma pesquisa de campo, que objetivou identificar quais os desafios enfrentados pelos docentes no contexto escolar para trabalhar a educação ambiental do 6° ao 9° ano, ensino fundamental, da escola estadual Professor Francisco Walcy Lobato Lima, munícipio de Santana/AP – Brasil.

 

Referências

AGENDA 21 – Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. (1992). 2 ed. Brasília: Senado Federal.

AGENDA 21 Brasileira – Ministério do Meio Ambiente 2016 Disponível em . Acesso em 19 de jan. de 2016.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos-temas transversais. Brasília, MEC/SEF, 1998, p.436.

BRASIL, Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996: estabelece as diretrizes e Bases da educação nacional.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. (1997). Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF.

BIZERRIL, Marcelo Ximenes Aguiar; FARIA Dóris S. Percepção de professores sobre a Educação Ambiental no Ensino Fundamental. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 82, n. 200/201/202, p. 57-69, jan./dez. 2001.

CARVALHO, I. C. M. A invenção do sujeito ecológico: identidades e subjetividade na formação dos educadores ambientais. In: Sato, M. & Carvalho, I. C. M. (orgs) Educação Ambiental; pesquisa e desafios. Porto Alegre, Artmed, 2005.

CARVALHO, Isabel C. M. A escola como projeto sociocultural e os projetos de trabalho na escola. In: boletim Vida e natureza, ambiente e cultura. MEC-TV. Programa Salto para o futuro, TV Escola. 2004 (b).

CALDEIRA, A. M. S. La prática docente cotidiana de una maestra y el processo de apropriación y construcción de su saber. Barcelona: Universidade de Barcelona, 1993. 347 p. (Tese de doutorado).

DIAS, G. F. Educação Ambiental: Princípios e Práticas. São Paulo, Gaia, 1991.

GARRIDO, E. & CARVALHO, A. M. P. Discurso em sala de aula: uma mudança epistemológica e didática In: Coletânea 3ª Escola de Verão. São Paulo, FEUSP, 1995.

GUIMARÃES, M. A Dimensão Ambiental na Educação. Campinas: Papirus, 1995.
GADOTTI, Moacir. (1999). Pedagogia da Práxis. São Paulo: Cortez.

ISAIA, E. M. B. I. Reflexões e práticas para se desenvolver educação ambiental na escola. 2 ed. Santa Maria: Ed. UNIFRA/IBAMA, 2001. 176 p.
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. (2016). Proposta de diretrizes para a formação inicial de professores da educação básica em cursos de nível superior. Brasília MEC, 2000. Disponível em: http:www.mec.gov.br/sesu.

NOAL, F.O. & BARCELOS, V. H. de L. Educação Ambiental e Cidadania:
cenários brasileiros. Santa Cruz do Sul: Ed. UNISC, 2003. 349 p.

OLIVEIRA, Elisio Márcio de. (2000). Educação Ambiental: uma possível abordagem. 2 ed. Brasília: Ed. IBAMA.

ROSA, A. V. Projetos em Educação Ambiental. In: Encontros e Caminhos: formação de educadores ambientais e coletivos educadores. Vol.2 pp 274-287. Brasília, 2007.
Publicado
2019-08-18