Tecnologia na Educação: O Uso da Tecnologia como Estratégias e Práticas Pedagógicas Através dos Dispositivos Móveis

  • Joao Lazaro Epifânio
  • Francisco Fonseca Teixeira
  • Raimunda Rosilene de França Pinheiro
Palavras-chave: Concepções pedagógicas, formação docente e artefatos tecnológicos.

Resumo

A preocupação básica deste artigo é refletir sobre o uso da tecnologia como estratégias e práticas pedagógicas através dos dispositivos móveis, frente aos desafios advindos da necessidade de inovação da prática educativa e dos avanços tecnológicos, em função das demandas educacionais e sociais. Este artigo tem como objetivo analisar a importância da inserção dos artefatos tecnológicos no contexto escolar como práticas e estratégias de ensino, diante da necessidade de inserção das ferramentas tecnológicas com ênfase para uma educação significativa. O estudo foi realizado por meio de uma pesquisa bibliográfica considerando as contribuições de MODELSKI; GIRAFFA E CASARTELLI, (2019); MORAN (2013); GONÇALVES, FURTADO E GONÇALVES (2019); PACHECO, PINTO E PETROSKI (2019) entre outros, procurando enfatizar a importância das ferramentas tecnológicas como estratégias e práticas pedagógicas no contexto do processo de ensino e aprendizagem. Concluiu que o uso das tecnologias na educação significa ampliar o acesso ao conhecimento a partir da democratização das relações sociais, entre as quais destacam-se a comunicação e a informação, e que o suporte tecnológico pode facilitar e aprimorar o processo de ensino e aprendizagem.

 

Biografia do Autor

Joao Lazaro Epifânio

Graduado em História. Pós-graduado em Psicopedagogia. 

Francisco Fonseca Teixeira

Graduado em Educação Física e em Ciências Biológicas. Pós-Graduado Educação Física escolar. 

Raimunda Rosilene de França Pinheiro

Graduada em Pedagogia. Pós-Graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Pós-Graduada em Gestão, Orientação e Supervisão Escolar. Mestra e Doutora em Ciências da Educação.  

Referências

BACICH, Lilian; TANZI NETO, Adolfo; TREVIZAMI, Fernando de Melo. Ensino hibrido: personalização e tecnologia na educação. – Porto Alegre: Penso, 2015
BASQUEROTE, Adilson Tadeu; MENEZES, Eduardo Pimentel. Conexão e aprendizagem: O(s) uso(s) dos smartphones na educação básica. Revista Educação no Século XXI - Volume 31 – Tecnologias/ Organização: Belo Horizonte –MG, Poisson, 2019.
BRANDALISE, Mary Ângela Teixeira. Tecnologias de informação e comunicação nas escolas públicas paranaenses: avaliação de uma política educacional em ação EDUR • Educação em Revista. Belo Horizonte|v.35|e206349| 2019. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/DOI:http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698206349, p.1-28.
BRUM, P. F. R.; CORRÊA, J. M.; MACHADO, J. O uso do WhatsApp no Contexto Educacional em Tempos de Cibercultura. RELACult – Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade Revista Studies in Culture and Society V. 05, ed. especial, abr., 2019, artigo nº 1231| claec.org/relacult | e-ISSN: 2525-7870, p. 1-8.
FERNANDES, Elisane Alves et al. Estratégias metodológicas e meios tecnológicos: Uma revisão no âmbito educacional. Revista Educação no Século XXI – Volume 31 – Tecnologias/ Organização: Belo Horizonte –MG, Poisson, 2019.
FÜHR, Regina Candida. A tecnopedagogia na esteira da educação 4.0: Aprender a aprender na cultura digital. Revista Educação no Século XXI - Volume 31 – Tecnologias/ Organização: Belo Horizonte –MG, Poisson, 2019.
GARTON ASH, Timotty. Libertad de palavra. – 1. ed. – Ciudad Autônoma de Buenos Aires: Tusquets Editores, 2017.
GONÇALVES, P. da S.; FURTADO, A. O. da S.; GONÇALVES, C. M. R. O uso das tecnologias da informação e comunicação nas aulas de educação física: um relato de experiência. Revista Biomotriz. V.13,Nº 1, Abril/2019.
HABOWSKI, Adilson Cristiano; CONTE, Elaine; TREVISAN, Amarildo Luiz. Debates & polêmicas por uma cultura reconstrutiva dos sentidos das tecnologias na educação. Educ. Soc., Campinas, v.40, e0218349, p. 1-18,2019.
SCHLÜNZEN JUNIOR, et al. Educação Integral, Híbrida e Inclusiva na perspectiva Construcionista, Contextualizada e significativa, 2019, (CCS). REVISTA INTERAMERICANA DE INVESTIGACIÓN, EDUCACIÓN Y PEDAGOGÍA. 2020,p.157-155.
KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: Um novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012. p. 15-25.
MODELSKI, Daiane; GIRAFFA, Lúcia M. M.; CASARTELLI, Alam de Oliveira. Tecnologias digitais, formação docente e práticas pedagógicas. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 45, e180201,p.1-17, 2019.
MORAN, J.M. A Educação que desejamos: Novos desafios e como chegar lá. Campinas, SP: 2007.
______, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. – 5. ed. Campinas: Papirus, 2014.
______, J. M. Como utilizar a internet na educação. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. p. 146-153, 1997.
______, José. M. Ensino e Aprendizagem inovadores com apoio de tecnologias. In: Moran, José Manuel; Masetto, Marcos T.; Behrens, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21.ed. ver. e atual. Campinas: Papirus, 2013.
PACHECO, M. A. T.; PINTO, L. R.; PETROSKI, F. R. O uso do celular como ferramenta pedagógica: uma experiência válida, 2019. EDUCERE, XII Congresso Nacional de Educação. Formação de professores: contextos, sentidos e práticas. IV Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividades e Educação – SIRSSE. VI Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente (SIPD/CÁTEDRA UNESCO).
PONTES, Edel Alexandre Silva. A Capacidade de Gerar Soluções Eficientes e Adequadas no Processo Ensino e Aprendizagem de Matemática. Revista Psicologia & Saberes, v. 8, n. 10, p. 193-205, 2019.
Publicado
2020-06-25