Dificuldades Enfrentadas pelos Intérpretes de Libras Durante o Ensino da Disciplina de Ciências para Alunos Surdos

  • Hérica Tanhara Souza da Costa Universidade Federal do Delta do Parnaíba  
  • Maria Durciane Oliveira Brito Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC
  • Katiana de Oliveira Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba 
  • Leonardo Santos Miranda Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba
  • Bruna Pamela dos Reis Souza Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba
  • Auricélia Veras de Castro Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba
Palavras-chave: Alunos Surdos. Ensino de Ciências. Intérprete.

Resumo

A disciplina de Ciências possui alguns termos científicos e os profissionais que trabalham interpretando essa disciplina, as vezes enfrentam algumas dificuldades durante o processo de interpretação de alguns termos que não possuem sinais em LIBRAS. Esse estudo foi baseado na seguinte problemática: quais as dificuldades enfrentadas pelos intérpretes de LIBRAS durante o ensino da disciplina de Ciências para os alunos surdos? O objetivo geral desse trabalho foi investigar quais as dificuldades dos intérpretes que trabalham com ensino fundamental anos finais, durante o ensino da disciplina de Ciências. Esse estudo está dividido em duas etapas, sendo que, primeiro foi realizado um levantamento de dados através de uma pesquisa bibliográfica, a partir da utilização de artigos científicos e livros. Já a segunda parte dessa pesquisa se deu através da aplicação de um questionário que foi aplicado para os intérpretes que trabalham no ensino fundamental anos finais, interpretando conteúdo da disciplina de Ciências. Através da análise dos dados, foi possível observar que os intérpretes que trabalham também com a disciplina de ciências enfrentam algumas dificuldades durante o processo de interpretação dos assuntos referentes a essa disciplina.  Sendo que a partir desse estudo realizado, foi possível perceber que os intérpretes que trabalham interpretando os assuntos de ciências apresentam como dificuldade a falta de alguns sinais referente há alguns conteúdos dessa disciplina, entre outros obstáculos. Em suma esse artigo obteve resultados relevantes referentes à pesquisa realizada.

 

Biografia do Autor

Hérica Tanhara Souza da Costa, Universidade Federal do Delta do Parnaíba  

Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas, UFDPar – Universidade Federal do Delta do Parnaíba  

Maria Durciane Oliveira Brito, Universidad Tecnológica Intercontinental - UTIC

Mestranda em Ciências da Educação – UTIC- PY; Graduanda em Letras Libras – UNIASSELVI; Graduada em Pedagogia – UFPI; Especialista em LIBRAS – INTA – UFPI, Especialista em Educação em Infantil – ISEPRO; Especialista em Psicopedagogia – (FIAR).

Katiana de Oliveira Silva , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba 

Graduanda no curso de Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - campus Parnaíba 

Leonardo Santos Miranda, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba

Graduando em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do Piauí – Campus Parnaíba. Técnico em Edificações pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – Campus Parnaíba. 

Bruna Pamela dos Reis Souza, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba

Graduanda do Curso de Licenciatura em Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – Campus Parnaíba. 

Auricélia Veras de Castro, Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Piauí - Campus Parnaíba

Graduanda do curso Licenciatura em Química – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí IFPI

Referências

ARAÚJO, C.K.; SOUZA, D. M.; OLIANI, L. H. Dificuldades do Intérprete em Sala de Aula: Responsabilidades e Influências. UNAR, Araras, v.11, n.2, p.53-68, 2015.
BORGES, R.B.; JUNIOR, M. J. T. O intérprete de LIBRAS no ensino de Ciências e Biologia para alunos surdos. REnBio: Revista de Ensino de Biologia da SBEnBio/ISSN: 1982-1867, Uberlândia, v.1, n.2, p.61-76, 2018.
FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.
GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.
LACERDA, C. B. F. Tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais: formação e atuação nos espaços educacionais inclusivos. Cadernos de Educação, Pelotas, v.36, p.133-153, 2010.
OLIVEIRA, W. D.; BENITE, A. M.C. Estudos sobre a relação entre o intérprete de LIBRAS e o professor: implicações para o ensino de ciências. RBPEC: Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Goiás, v.15, n.3, p. 597-626, 2015.
QUADROS, R.M. O Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Especial; Programa Nacional de Apoio a Educação de Surdos. Brasília: MEC/SEESP, 2002. 94 p.
QUADROS, R. M. O tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais e língua portuguesa. Secretaria de Educação Especial; Programa Nacional de Apoio a Educação de Surdos. Brasília: MEC/SEESP, 2004. 94 p.
SILVA, C. F. E; GAIA. M. C. de M. Educação inclusiva e o ensino de ciências, 2013. Disponível em:. Acesso em 27 de abr. de 2020.
Publicado
2020-06-25