Pedagogia Contemporânea: Contribuição na Melhoria da Prática Docente no Município de Macapá

  • Domiciano dos Santos Sobral Facultad Interamericana de Ciencias Sociales
Palavras-chave: Pedagogia. Pedagogo. Mudança.

Resumo

As últimas décadas testemunharam grandes mudanças através das reformas estudantis, velocidade da informação e associação de tarefas pedagógicas, onde o pedagogo deveria ser o mediador da interação do professor com o aluno e o conhecimento. Neste contexto, a contemporaneidade é o momento da mudança e da ressignificação da escola, assim como do papel e do lugar do pedagogo, o qual passa a ser o protagonista desse processo juntamente com o professor. Este artigo tem o intuito de fazer algumas considerações sobre este atual contexto e de examinar, através procedimentos metodológicos de pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo realizada em Escolas Estaduais e Municipais do Municipio de Macapá junto a técnicos e professores, se realmente o pedagogo está contribuindo para a melhoria do trabalho docente.

 

Referências

AGUIAR, Maria Ângela da Silva (Orgs.). Para onde vão a orientação e a supervisão? – Campinas, SP: Papirus, 2002. – (Coleção Magistério, Formação e Trabalho Pedagógico);

ALARCÃO, Isabel (Org.). – Escola reflexiva e nova racionalidade. – Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

A história da educação no Brasil.http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/heb01.htm. Pesquisado em 28/10/2012.

A profissionalização dos formadores de professores. Organizado por Marguerite Altet, LéopoldPaquay e Philippe Parrenoud. Trad. Fátima Murad. – Porto Alegre: Artmed, 2003.

BRASIL, Lei de diretrizes e bases da educação nacional – (Lei 9.3934/96). Apresentação Carlos Roberto Jamil Cury. – 4. ed. – Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

BRASIL,Pesquisa Nacional Unesco. O perfil dos professores brasileiros: o que fazem, o que pensam, o que almejam. – São Paulo: Moderna 2004.

BRZEZINSKI, Iria. Pedagogia, pedagogos e formação de professores: busca e movimento. – Campinas, SP: Papirus, 1996. – (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. Tradução Álvaro Lorencini. – São Paulo: Editora UNESP, 1999 – (Encyclopaidéia);

CELANI, Maria Antonieta Alba (Org.). Professores e formadores em mudança: relato de um processo de reflexão e transformação da prática docente. – Campinas, - SP: Mercado de Letras, 2002. – (Coleção As Faces da Lingüística Aplicada);

CONTRERAS, José. Autonomia de professores. Trad. de Sandra TrabuccoValenzuela; revisão técnica, apresentação e notas à edição brasileira Selma Garrido Pimenta. – São Paulo: Cortez, 2002.

GRINSPUN, Maria Paula S. Zippin (org.). Supervisão e orientação educacional: perspectivas de integração na escola. – São Paulo: Cortez. 2003;

IMBERNÓN, Francisco (Org.). A educação no século XXI: os desafios do futuro imediato.–2. ed. – Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 3. ed. – São Paulo: Cortez, 2002. – (Coleção Questões da Nossa Época; v. 77).

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos, para quê? – 5. Ed. – São Paulo: Cortez, 2002;
OLIVEIRA, João Ferreira de; TOSCHI, MirzaSeabra. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003. – (Coleção docência e informação).

LINHARES, Célia (Org.). Os professores e a reinvenção da escola: Brasil e Espanha. – São Paulo: Cortez, 2001.

LOPES, Elaine Maria Teixeira / Ana Maria de Oliveira Galvão. História da Educação. – Rio de Janeiro: DP&A, 2001. – (O que você precisa saber sobre).

LUZURIAGA, Lorenzo. História da educação e da pedagogia. 19. ed. – São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2001. – (Atualidades pedagógicas; v. 59).

MEDINA, Antônia da Silva. Supervisão Escolar: da ação exercida à ação repensada. 2 ed. – Porto Alegre, AGE/RS, 2002.

PAQUAY , Léopold; PARRENOUD, Philippe; ALTET, Marguerite; CHARLIER, Évelyne. (Orgs.). Trad. Fátima Murad e Eunice Gruman. Formando professores profissionais: Quais estratégias?Quais competências.– 2. ed. ver. – Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

PADILHA, Paulo Roberto. Currículo Intertranscultural: novos itinerários para a educação. – São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2004. – (Biblioteca freireana; v. 9).

Pedagogia, educação, didática e filosofia da educação – algumas distinções.http://www.filosofia.pro.br/pedagogia.htm. Texto de Paulo Ghiraldelli Jr. Pesquisado em 24/10/2012.

PERRENOUD, Philipe. Dez novas competências para ensinar. – Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

A prática reflexiva no oficio de professor: profissionalização e razão pedagógica. Trad. Cláudia Schilling. –Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.

As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Trad. Cláudia Schilling e Fátima Murad. – Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.

PIMENTA, Selma Garrido (Org.): Pedagogia e pedagogos: caminhos e perspectivas. – São Paulo: Cortez, 2002;

RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História da educação brasileira: a organização escolar. – 17. Ed. rev. e ampl. – São Paulo: Autores Associados, 2001. – (Coleção memória da educação)

SEVERINO, Antônio Joaquim, 1941. Metodologia do trabalho científico. – 22. ed. ver. E ampl. De acordo com a ABNT. – São Paulo: Cortez, 2002.

SILVA, Carmem Silvia Bissolida.Curso de pedagogia no Brasil: história e identidade. 2ª edição revista e atualizada. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. (Coleção polêmicas do nosso tempo; v. 66);

SILVA, Ezequiel Theodoro da.Magistério e mediocridade. 5. ed. – São Paulo: Cortez, 2001. – (Coleção Questões da Nossa Época; v. 3).

Um breve passeio pela história da educação. – Artigo de Emílio Gennari. http://www.espacoacademico.com.br/029/29cgennari.htm. Pesquisado em 25/10/2012.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos, 1956. Para onde vai o professor? Resgate do professor como Sujeito de Transformação. 10ª ed. – São Paulo: Libertad, 2003. – (Coleção Subsídios Pedagógicos do Libertad; v. 1).
Publicado
2020-07-11