Estudos Morfológicos do Bambu (Bambusa cf. vulgaris L.), uma Espécie Invasora em Área de Mata Atlântica no Parque Municipal de Maceió-Alagoas

  • Isaac Freitas da Silva Cesmac
  • Daniel dos Santos Pereira Cesmac
  • Silvana Rocha Ferreira Silva Cesmac

Resumo

O referido estudo tem o objetivo de descrever a morfologia, propagação e o impacto ambiental causado pela espécie Bambusa vulgaris, introduzida no Parque Municipal de Maceió, reserva de Mata Atlântica. Foram selecionados e marcados 10 brotos de bambu à pesquisa. Obteve-se crescimento vertical médio de 0,17 metros/dia. Ao chegar a 14 metros, fazem sombra, impedindo que a luz solar chegue até a vegetação mais baixa, essa vegetação sem o mesmo crescimento rápido, é impedida de realizar a fotossíntese. Fora do seu habitat natural o bambu não tem predador natural, nem indivíduos que concorram igualitariamente para captação de alimento e luz.
Publicado
2013-04-13
Seção
Artigos