Docência e suas Práticas Pedagógicas: Ações de Enfrentamento de Casos de Bullyng na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Joaquim Vicente Rondon”

  • Maria Inês Leite de Lima Universidad Central del Paraguay
  • Agenor Francisco de Carvalho Universidad Central Del Paraguay
Palavras-chave: Escola. Família. Bullying.

Resumo

O presente estudo abordou a importância da docência, práticas pedagógicas e suas ações para o enfretamento de casos de bullyng na Escola Municipal Joaquim Vicente Rondôn. Partiu-se do pressuposto de que o bullying é um fenômeno devastador, visto que há uma vasta literatura que o considera como conflito global crescente na sociedade, podendo afetar, inclusive, a autoestima e a saúde mental de crianças e adolescentes. Assim, tivemos como objetivo geral Identificar estratégias que ajudem a combater a prática do bullying entre discentes, na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Joaquim Vicente Rondon”. A partir daí os objetivos específicos foram de analisar a legislação nacional que contempla práticas contra a discriminação entre os discentes, bem como compreender quais motivos levam os discentes a praticar o bullying, assim como propor e descrever as estratégias que os docentes desenvolvem para reduzir a violência nas escolas. Tratou-se de uma pesquisa-ação com abordagem quali-quantitativa, com ênfase no estudo de caso. A metodologia teve como alvos, principalmente, os discentes. Docentes, orientadores educacionais e coordenadores pedagógicos também foram sujeitos da pesquisa. A coleta de dados ocorreu através de questionários com perguntas abertas e fechadas para discentes e docentes e através de revisão de literatura e pesquisa de campo. Foram utilizados artigos e livros sobre o bullying. Os resultados indicaram que os docentes utilizam algumas estratégias para combater o bullying, mas há a necessidade de implementação de um programa ou projeto que trabalhe com a finalidade de esclarecer esse fenômeno.

 

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROTEÇAO A CRIANÇA E AO ADOLESCENTE- ABRAPIA. Dados Estatísticos. Disponível em: Acesso em: 29.Abr.2015.

ARAÚJO, Leusa. A cabeleira de Berenice. São Paulo: Edições SM, 2005.

BARBALHO, Tércia. Quebrando o silêncio. In: Revista Quebrando o Silêncio. Sinais dos Tempos. Ed. Especial. Tatuí (SP): Casa Publicadora Brasileira, 2011. Pág. 21-23).

BEANE, Allan L. Proteja seu filho do bullying. Rio de Janeiro: Best Seller, 2010.

BEAUDOIN, Marie-Nathalie e TAYLOR, Maureen. Bullying e desrespeito: Como acabar com essa cultura na escola. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BRASIL. Decreto-Lei nº 2848, de 7 de dezembro de 1940. Código Penal. Rio de Janeiro: Presidência da República, 1940.

______. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Congresso Nacional, 1988.

______. Lei nº 8.069, 13 de agosto de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília: Congresso Nacional, 1990.

______. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília. Congresso Nacional, 1996.

______. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais MEC/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

______. Parecer CNE/CEB nº 7, de 7 de abril de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação/ Conselho Nacional de Educação, 2010.

BRITO, Leonardo Silva. Responsabilidade Penal do “Bullying” no Brasil, São Paulo: Blucher Acadêmico, 2009.

CARPAENTER, Deborah e FERGUSON, Christopher J. Cuidado! Proteja seus filhos dos bullies. São Paulo: Butterfly, 2001.

CONSTANTINI, Alessandro. Bullying: como combatê-lo? Prevenir, enfrentar a violência entre os jovens. São Paulo: Itália Nova, 2014.

DEBARBIEUX, É. E BLAYA, C. Politicas Públicas. UNESCO, Brasilia, 2002

FANTE, Cléo e PEDRA, José Augusto. Bullying escolar: perguntas e respostas. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FANTE, Cleo Fenômeno Bullying: Como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 7ª ed. Campinas (SP): Verus Editora, 2012.

GUILLAIN, Charlotte. Vencendo o Bullying: tradução Silva Ribeiro. 1. Ed.- São Paulo:Hedra Educaçao, 2012. –(Problema da vida real)

HABER, Joel. Seu filho x Bullying: ajude seu filho a combater provocações, insultos e agressões para sempre.. Barueri (SP): Novo Século Editora, 2012.

LOPES NETO, Aramis A. Bullying — comportamento agressivo entre estudantes. Jornal da Pediatria. Rio de Janeiro: vol.81 no.5 suppl.0 Porto Alegre Nov. 2005. Disponível em: Acesso em 05.Jan.2015.

MALDONADO, Maria Tereza. A face oculta: uma história de bullying e cyberbullying. São Paulo: Saraiva, 2009.

MASSACRE DE VIRGINIA TECH. Cho Seung-Hui. Disponível em: Acesso em: 03.abr.2015.

MONTEIRO, Jamar Coletânea. São Paulo: Ed. Intersubjetiva, 2010.

NOGUEIRA, Rosana Maria César de Del Picchia de Araújo. Violência nas escolas e juventude: um estudo sobre o bullying escolar. Tese de Doutorado. Pontifícia Universidade Católica. São Paulo: PUC, 2007. Disponível em: Acesso em: 01.Dez.2014.

PAIAS, Tânia e ALMEIDA, Ana. Esteja atento ao bullying escolar. Junho de 2008. Disponível em: Acesso em: 03.Mai.2015.

PEDRO-SILVA, Nelson. Indisciplina e bullying: soluções ao alcance de pais e professores. Petrópolis (RJ): Vozes, 2013.

PEREIRA, Leidiane Moraes. BULLYING: Da brincadeira de criança à tragédia social. Disponível em: Acesso em: 13.dez.2014.

PORTO VELHO. bullying. Prefeitura Municipal/Secretaria Municipal de Educação. Porto Velho (RO): SEMED, 2014.
Publicado
2020-06-20